terça-feira, 17 de julho de 2012

Saiba como negociar dívida de imóvel

Para negociar a dívida da sua casa ou apartamento busque a imobiliária responsável pela locação ou o banco que aprovou o financiamento.

Fonte: R7



Negocie a divida rápido para não correr o risco de perder o imóvel (Foto: Divulgação)

São muitos os motivos que levam uma pessoa a não conseguir honrar com os seus compromissos financeiros, porém, algumas contas são vitais para que possamos continuar a vive sem maiores complicações. Dívidas relacionadas com imóveis podem levar a pessoa a perder a casa ou apartamento se não conseguir pagá-la. Porém, se você está passando por uma situação difícil e não sabe mais o que fazer para quitar a dívida do seu imóvel, o melhor a se fazer é negociar.


Se a dívida for referente ao um imóvel alugado o ideal é buscar auxílio junto a imobiliária que intermediou a negociação. Em alguns casos é possível reparcelar a dívida pagando um valor mensal. Porém, não aceite propostas que não poderá honrar. O ideal é combinar um valor que você possa pagar até conseguir se estabelecer financeiramente. Se possível, continue pagando a dívida e busque um local com um custo menor para morar.

Busque um imóvel mais barato se for necessário (Foto: Divulgação)

No caso de imóveis financiados o ideal é se apressar para não perder a casa ou apartamento. Devido ao atraso nas parcelas do financiamento o banco pode abrir uma ação de despejo e colocar o imóvel em leilão, por isso, busque a instituição financeira o quanto antes para negociar o débito. Não faça empréstimos para conseguir mais dinheiro para quitar as dívidas. O ideal e buscar uma fonte de renda extra ou administrar os seus rendimentos de uma forma com que o seu salário seja mais que suficiente para você sobreviver e ainda pagar a negociação.

Administre o seu dinheiro para não ter dividas (Foto: Divulgação)

Se antecipe ao problema: antes de se ficar endividado comece a administrar as suas contas. Defina as suas prioridades, como por exemplo, conta de água, luz e aluguel. Depois enumere as despesas secundárias e veja o quanto está gastando com tudo que anotou como despesa. Veja onde você pode economizar, como por exemplo, conta de água e luz, que podem ser reduzidas se bem administradas.

Coloque em prática as ações de economia, como não demorar no banho, não deixar lâmpadas acesas em cômodos que não estão em uso, entre outras. É fundamental também não gastar com bobagens, como roupas e sapatos desnecessários. Seguindo essa dicas você não precisará negociar a dívida do seu imóvel, pois ela não existira.

0 comentários:

Postar um comentário